Beijo 10

De longe se ouvia tropel do cavaleiro que vinha.

Do alto do desfiladeiro, a emboscada. Tá! Tá! Tá! Três beijos cravados nas costas.

 

 

Ela levanta com os olhos cheios d’água.

Não sabe se porque gostou dos beijos ou porque sente raiva. Ela não queria ser beijada.

Queria fugir dele pra sempre. E gostar dos beijos era como negar sua decisão de ir embora.

Era ceder e ficar... Era não conseguir escapar. Tanto trabalho pra pular a janela.

Tanto cansaço por correr pelo desfiladeiro e ele vem e Tá! Tá! Tá!

A enche de beijos! Isso não era justo...

© 2014 by Circo Blandollo / Orgulhosamente criado com Wix.com