Druscilla

 

Druscilla só pensava em comida

Que gulosa! Ave-maria!

Comia tudo numa só mordida

Até pedra ela digeria

 

Druscilla vivia numa abadia

Mas como santa não se comportava

Devorava tudo com agonia

E mesmo assim nunca engordava

 

A horta ela dizimava

A despensa, esvaziava 

Até que a abadessa esfomeada

Matou essa gulosa emparedada